Cuidado! 4 tipos de golpe com cartão que você não sabia

Quem nunca pediu um delivery, pagou o pedido no cartão e não conferiu o valor, né? Ou fez uma compra rápida em um site “novo”? O que poucos sabem é que essas compras simples, do dia a dia, apresentam um perigo enorme para o bolso. Conheça abaixo os golpes com cartões mais comuns e veja como se proteger.

Tipos de golpes e fraudes com cartão:

Antes de te mostrar quais são os principais golpes com cartão, é importante você ficar ligado nas táticas mais usadas pelos criminosos. Assim, você vai saber reconhecer quando alguém tentar te passar para trás e vai saber como lidar com isso. Bora lá?

Entre as táticas mais usadas nos golpes com cartão, estão:

 Pedir o número do cartão por telefone ou email: alguém ligou dizendo ser funcionário do banco e pediu alguma informação do seu cartão? Seja senha, número ou nome, desconfie! Pode ser uma tentativa de golpe.
 Passar um valor extra e chamar de “taxa”: não existe essa de cobrança extra, beleza? Ainda mais se tratando de aplicativos de entrega. Essa tática é muito comum e uma das mais usadas entre os golpes de motoboy.
 Descartar cartões antigos de qualquer jeito: pois é! Essa pode assustar, mas dar adeus ao cartão que você tem na gaveta é essencial para fugir dos golpistas. Lembre-se de riscar a parte magnética e cortar as informações pessoais, fechado? 😉

 

Clonagem de cartão

A clonagem de um cartão pode ser feita de muitos jeitos: entre maquininhas trocadas, vazamento de dados, compras em sites suspeitos e por aí vai.

Quer saber a forma mais simples e rápida de saber se o seu cartão foi clonado? É só ativar as notificações do app do seu banco e conferir todas as compras feitas. Se suspeitar de fraude, entre em contato com a polícia na mesma hora.

Como se proteger: não dê informações e senhas pessoais para estranhos, evite também comprar em lugares com “promoções imperdíveis” — uma das táticas mais comuns dos golpistas é atrair a sua atenção para um produto que nem existe. 😢

Golpes com cartão de crédito

Pedir o código de segurança do cartão ou dizer que a compra não foi aprovada também é uma forma de golpe com cartão. Nesse último caso, como o comprovante não sai e o criminoso afasta a maquininha. No fim, a vítima acaba passando o mesmo valor duas vezes, sem saber que se trata de um golpe.

Como se proteger: confira sempre o valor que aparece no visor e acompanhe o pagamento de perto, beleza? Não passe o seu CVV do cartão de crédito para estranhos. Se suspeitar que foi vítima de um golpe, entre em contato com a empresa ou banco e peça o seu reembolso.

Golpe com o cartão por aproximação

Os golpes com cartão por aproximação podem passar despercebidos no começo, principalmente porque eles podem acontecer em um lugar movimentado ou durante um esbarrão na rua. A pessoa que aplica o golpe costuma carregar máquinas de cobrança e esbarrar na vítima para fazer um pagamento indevido.

Como se proteger: existem bolsas, capas e até carteiras com bloqueio que não deixam as ondas de sinal entrarem em contato com o cartão, se ele não estiver sendo utilizado pelo dono, o criminoso não vai conseguir aplicar o golpe.

 

Cartão de débito também pode ser fraudado

Recebeu um boleto ou alguma notificação para quitação de débito? Fique de olho! Essa abordagem falsa acaba assustando a vítima, que tem medo de ter o nome sujo ou ficar devendo na praça. No fim, acaba pagando a dívida no débito e saindo no prejuízo.

Como se proteger: entre em contato com a empresa que está te cobrando através de um atendimento confiável. Se ainda ficou em dúvida, vá até o seu banco e confira os códigos de pagamento junto com um funcionário.

Deixe seu Comentário

Todos os comentários passam por aprovação